Corrosão de armaduras - Atala Engenharia Skip to main content
Artigo

Corrosão de armaduras

Por 14 de janeiro de 2022fevereiro 14th, 2022Sem comentários

No seu empreendimento existem estruturas de concreto armado com manchas de ferrugem, barras de aço aparente, fissuras profundas? Se a resposta foi sim, provavelmente você tem um problema de corrosão de armaduras.

A corrosão de armaduras em concreto armado, é um problema sério e muito comum dentro das edificações.

Devido a falhas construtivas, erros de projeto, ou até mesmo mau uso das estruturas. Fatores que, isolados ou combinados, fatalmente culminarão com a aparição dessa patologia.

Os danos causados podem afetar, tanto a estética, quanto a segurança da edificação. Podendo, inclusive, levar a colapsos estruturais, em casos mais severos.

Por esse motivo, é importante tratar o quanto antes para que não corra nenhum risco.

Como os metais existentes dentro da estrutura do concreto oxidam?

Pois bem, acontece que a película passivante da armadura é destruída pela ação combinada de umidade, oxigênio e de agentes agressivos, principalmente cloretos, que penetram no concreto.

*Película passivante, de maneira resumida, é a “proteção” que o metal possui. Caso ela seja atacada, dá-se início ao processo de corrosão.

Como a corrosão da armadura danifica o concreto?

Essa é a dúvida de muito gestor. Como o metal oxidado, que fica dentro da estrutura, consegue danificar a minha parede, pilar, e assim sucessivamente?

O que acontece, é que as reações corrosivas produzem compostos ferrosos, os quais têm maior volume do que o material original.

É comum ouvir dizer que o metal oxidado, aumenta de 7 à 8 vezes o seu tamanho. Essa expansão causa pressões internas no concreto, que levam ao surgimento de fissuras.

E é um ciclo interminável, porque com o surgimento das fissuras, fica mais fácil para a penetração de agentes agressivos, o que intensifica ainda mais o processo.

De maneira resumida, a própria armadura oxidada, é o que faz o cobrimento das estruturas se romperem.

Por que a corrosão de armaduras é algo preocupante?

O processo corrosivo, nada mais é do que a deterioração do aço – que por sua vez tem um papel fundamental na estrutura – após iniciada a corrosão, caso não haja intervenções de tratamentos e recuperações, ela irá adquirir uma constante de progressão ininterrupta.

Ou seja, uma vez que o metal começou a oxidar, esse processo continuará até que o material seja totalmente deteriorado, ou devidamente tratado.

Com a estrutura metálica danificada, há uma diminuição da capacidade de resistência aos esforços. A estrutura fica mais “fraca”.

Recuperação de estruturas danificadas pela corrosão

Existem múltiplas estratégias de intervenção para recuperação de estruturas de concreto danificadas pela corrosão.

A busca pelo melhor método deve considerar diversos fatores, como, o nível de comprometimento das peças, o tipo e a profundidade da contaminação, a localização da edificação, a vida útil residual pretendida para a estrutura, entre outros.

Lembre-se: cada caso é um caso.

Assim como um médico não consegue generalizar os tratamentos das doenças com apenas um medicamento. Na Engenharia acontece o mesmo, para cada caso há um “remédio”, um tratamento adequado.

Contudo, para reparos localizados com pontos de corrosão em armaduras, que ainda não geraram problemas estruturais, o processo de tratamento normalmente realizado, segue as seguintes etapas:

  1. A área danificada é demarcada com corte;
  2. É feita a escarificação do concreto;
  3. Todo o material deteriorado e desagregado é retirado;
  4. O produto da corrosão formado é retirado, e todo o metal é limpo;
  5. São aplicados neutralizadores, inibidores de corrosão na armadura;
  6. Depois de tratada a armadura, é feito o preenchimento com argamassa de reparo.

Vale destacar que esse é um processo simplista e resumido do tratamento desse tipo de patologia.

Caso você tenha esse problema no seu empreendimento, o primeiro passo é contratar um profissional especialista para avaliar. E então, com fundamentação técnica, seguir com o procedimento adequado de recuperação.

Lembre-se: Manutenção Predial é Coisa Séria, não tente fazer esse serviço por contra própria, caso não tenha o conhecimento.

Infelizmente já vimos casos de prédios que colapsaram, e levaram a morte de diversas pessoas, porque o tratamento aplicado não foi o correto.

Vai contratar? Procure por empresas e profissionais especializados.

E boas Manutenções Prediais para ti.

——

Sobre o autor Felipe Lima

Mestre engenheiro, palestrante, escritor, visionário, detalhista e apaixonado por manutenção predial. Na sua trajetória profissional já atuou nos estados de SP, BA, DF, PA, RJ, em empreendimentos comerciais, residenciais, shoppings e galpões logísticos.

——

Com 27 anos de experiência no ramo de construção civil, mais de 1.900 obras realizadas em diversos segmentos e profissionais altamente especializados, a Atala Engenharia acumulou muitas técnicas e experiências para dar toda tranquilidade ao cliente. Por isso, incentivamos que você escolha a empresa ideal, aumentando sua satisfação, segurança, qualidade da entrega e a durabilidade da obra.

Seu patrimônio merece ser valorizado ∴
Solicite uma cotação, fale agora mesmo pelo WhatsApp com o nosso time de representantes.

Fotos: Freepik

Clique aqui para baixar o arquivo pdf da matéria.

Deixe uma resposta

Objetivo: Preço justo e acabamento perfeito
é com a Atala Engenharia ∴

×